Horário: 10h00 às 18h00

Casa de Festas

Colunas

 

Nilson Leitão defende mais eficiência e enxugamento da máquina pública

23/09 - 18:31

Nilson Leitão defende mais eficiência e enxugamento da máquina pública

 Candidato ao Senado Federal, Nilson Leitão defende o enxugamento da máquina pública para que a população não seja penalizada com aumento de impostos para sustentar os gastos públicos, cuja o menor percentual retorna para a sociedade como forma de investimentos.
“A máquina pública brasileira não para de crescer, mesmo aos sábados, domingos e feriados ela continua crescendo. Enquanto a única opção dos governantes for aumentar o imposto da população, não vai adiantar. Só vai piorar a situação da vida da sociedade, aumentando a miséria, inclusive.”
Leitão defende que o Brasil promova as reformas administrativa, política e tributária. Neste último caso, que não represente o aumento de mais impostos para a população brasileira. "Eu falo do pequeno, do microempreendedor, da pequena empresa que tem dois funcionários, e se aumentar o imposto, ela precisa demitir um deles. O importante é não deixar a máquina pública crescer mais do que já está posto hoje".

O candidato a senador por Mato Grosso é contra, por exemplo, o gasto de recursos públicos para lançamento de obras públicas. "Isso deveria ser proibido! Para que gastar dinheiro para lançar que vai iniciar uma obra? Parece pouco, mas se somarmos todos esses gastos que podem ser cortados, vamos ter grande impacto na redução da máquina pública, revertendo esse dinheiro para o bem estar da sociedade. O Brasil precisa levar a sério o dinheiro público".

Após a pandemia da COVID-19, agravando o cenário de desemprego com o fechamento de empresas, as reformas se tornaram ainda mais urgentes e precisam ser enfrentadas com a discussão séria que o país necessita.
"Mais de 950 mil micro e pequenas empresas foram fechadas nos últimos meses no país, e hoje são mais de 13 milhões de desempregados. A reforma tributária não deve ser em cima de aumento de tributo, de imposto. Tem que simplificar os impostos, pois hoje no país temos mais de 36 impostos. Só de simplificar já desburocratizaria, e diminuiria a sonegação".

*É possível máquina enxuta e eficiente*

Em sua experiência como prefeito de Sinop de 2001 a 2008, Nilson Leitão provou que é possível ter uma máquina pública enxuta e eficiente, aumentando a arrecadação sem impactar a sociedade com o aumento de impostos.
"Durante meu mandato de prefeito de Sinop, ganhamos dois prêmios da Lei de Responsabilidade Fiscal por ter conseguido aumentar a arrecadação sem aumentar o imposto. Eu tinha direito a 400 cargos de confiança no papel, e só usava 180. O aumento do custo da máquina pública é igual a unha – tem que cortar toda semana".

Fonte: Imprensa PSDB-MT

Instagram

casadefestas

Sitevip Internet